29 maio 2009

CURSO DE FORMAÇÃO EM ARTETERAPIA EM PORTO ALEGRE - RS


Estamos recebendo dados dos interessados para convocatória de seleção...
www.infapa.com.br

II Seminário de Capacitação Profissional em Dançaterapia. Pelotas-RS. 20 e 21 junho 2009










informes: dmeine@terra.com.br

Congreso Latinoamericano de Arteterapia






de 20 a 22 de agosto de 2009,

Santiago, Chile.

Informações e inscrições:

http://www.congresoarteterapia.uchile.cl

27 maio 2009

Publicações, artigos interessantes sobre arteterapia de Alunas, ex-alunas, colegas, Professoras, Amigas

Fazendo Arte - www.ufsm.br/fazendoarte | Larissa Drabeski | 27/05/2009 09:20


A “ARTE” COMO TERAPIA E A “ARTETERAPIA”

http://coralx.ufsm.br/fazendoarte/alfa/readarticle.php?article_id=147


Arteterapia é o termo que designa a utilização de recursos artísticos em contextos terapêuticos.

O termo “arte” refere-se de modo geral a diversas linguagens artísticas. Fazer arte é salutar e trás diversos benefícios. O trabalho de arte pode ser revelador e proporcionar reflexões e insights, como se observa, por exemplo, no trabalho forte e expressivo da famosa artista mexicana Frida Kahlo que expressa em pincel e tinta toda sua dor existencial.


O termo “arteterapia”, todavia, designa um trabalho de profissionais que utilizam as “artes” como recurso terapêutico. É uma prática que usa os diversos canais expressivos das artes como: música, teatro, literatura, fotografia, dança, expressão corporal e em especial as artes plásticas, como facilitadores do acesso ao universo simbólico e imaginário do ser humano. Este acesso normalmente abre canais de expressão e elaboração de conteúdos internos, permitindo novas e positivas descobertas, a dissolução de conflitos emocionais e psicológicos, além de um maior conhecimento de si mesmo, gerando crescimento pessoal pelo desenvolvimento da personalidade. “A Arteterapia favorece o auto-conhecimento, através da utilização da comunicação não verbal, da linguagem plástica e da criatividade”. (Betania Norgren).


Difere de outras formas de trabalho com artes, porque a arteterapia tem fins e objetivos próprios, fundamentada em princípios terapêuticos específicos que norteiam a prática artístico-criativa, proporcionando experiências de criação, de auto-conhecimento e crescimento pessoal, sob o olhar e a orientação do arteterapeuta, com formação específica.


É indicada para adultos, idosos, crianças e adolescentes, não só em doenças, mas na promoção da saúde. Nas doenças atua especialmente quando a linguagem verbal é muito crua e dura para expressar experiências traumáticas e dolorosas.


No caso das crianças e adolescentes pacientes da oncologia, o benefício do uso da expressão plástica lhes proporciona um alívio de tensões e ansiedades; trabalha nos processos dolorosos de separação dos pais; auxilia na adaptação a um novo ambiente, devolvendo a autonomia e controle; trabalha com o medo e a ansiedade, focalizando na esperança; permite à criança falar por meio de símbolos e metáforas da sua dor, angústias e interrogações.


CONFIRA O PERFIL DE IRENE NA SEÇÃO"QUEM FAZ ARTE".

Irene Espíndola


Especialização em Arteterapia pelo Instituto da Família de Porto Alegre - INFAPA em convênio com o Instituto Sedes Sapientiae de São Paulo.Estágio em Arteterapia no HUSM e Centro de Convivência Turma do Ique, com pacientes da oncologia pediátrica. Artista Plástica.

13 maio 2009

Arteterapia no Centro de Prevenção e Intervenção nas Psicoses

No site do Projeto Vivendo e Reaprendendo .
Onde Maria Helena Piccinini, sócia da AATERGS, desenvolveu o atelier de arteterapia desde o 2005, juntamente com o trabalho constante e maravilhoso de toda uma equipe de voluntários coordenados por: SANDRA MARIA SOARES - CRMRS-9123
e MARIA HELENA RODRIGUES VIEIRA - CRP-07/11018


A equipe vem oferecendo para as pessoas com sofrimento psíquico um sério trabalho consciente e constante.
" O Centro de Prevenção e Intervenção nas Psicoses tem como ação o Projeto Vivendo e Reaprendendo, que se propõe à reabilitação psicossocial particularmente dos pacientes com esquizofrenia e outras transtornos mentais graves. O Centro foi criado por um grupo de profissionais de saúde mental, com longa experiência em instituições públicas. Trata-se de um serviço inteiramente gratuito, aberto à população, independente da faixa econômica. As atividades foram iniciadas no final de 1999 e se mantém funcionando regularmente sem suporte financeiro efetivo. O local onde se realizam as atividades é cedido por uma organização religiosa, mas não é definitivo. Todos os trabalhadores são voluntários e o material utilizado é adquirido através da colaboração direta da comunidade, da rede social informal e do que é arrecadado em eventos promovidos com este fim".

http://www.vivendoereaprendendo.org.br/
............

CADERNOS ESPECIAIS

ARTETERAPIA NO CPIP

A ARTETERAPIA é o uso terapêutico da atividade artística no contexto de uma relação profissional por pessoas que experienciam doenças, traumas ou dificuldades na vida, assim como por pessoas que buscam desenvolvimento pessoal.

Por meio do criar em arte e do refletir sobre os processos e trabalhos artísticos resultantes, pessoas podem ampliar o conhecimento de si e dos outros, aumentar a sua auto-estima, lidar melhor com sintomas, estresse e experiências traumáticas, desenvolver recursos físicos, cognitivos e emocionais e desfrutar do prazer vitalizador do fazer artístico.

A Arteterapia é sustentada por três áreas que são: A Psicologia, a Arte e a Arteterapia em si com seu corpo teórico, metodológico e sua história, sem perder o eixo comum, que é a base fenomenológica-existencial.

Da Psicologia usa-se pressupostos da Gestalt, bem como o aprendizado da postura, da conduta e do pensar terapêutico.

Das Artes, a prática de ateliê, a teoria da criatividade, história da Arte, assim como, fundamentos da Arte-Educação.

A partir de uma base Fenomenológica-existencial, onde o tempo presente é o foco da Arteterapia utilizamos recursos artísticos num contexto terapêutico, buscando construir uma relação com o paciente que facilite a ampliação da consciência e do auto-conhecimento do mesmo.

Os objetivos específicos da Arteterapia no CPIP, são os seguintes:

  • Criação de vínculos;
  • Tirar do mundo interno utilizando materiais concretos e estruturados
  • Estimular o potencial criativo do usuário
  • Conscientização corporal
  • Desenvolver recursos cognitivos e emocionais para lidar melhor com seu dia-a-dia
  • Desfrutar do prazer vitalizador do fazer artístico
Adaptado por arteterapeuta Maria Helena Piccinini

Livros sobre Arteterapia:
  • Percursos em Arteterapia – Selma Ciornai organizadora – Ed. Summus
  • Arteterapia – Métodos, Projetos e Processos – org. por Ângela Philippini - ed.Wak

11 maio 2009

Arteterapia na revista Estilo Zaffari

Comparto com vocês o meu entusiasmo pela excelente matéria "Arte da cura", sobre Arteterapia, na revista Estilo Zaffari, Ano 9 n.51 p.68.
Lançamento: 11 de maio de 2009, no Hashi Art Cuisine. Porto Alegre, das 20 h às 22 h.

Nela: a sensibilidade da Jornalista Paula Taitelbaum, que foi "descubrir quem faz, como funciona, para que serve. E tornou-se uma fã". (Nota Editorial)
"É a arte do encontro, do reencontro, da superação. a arte da transformação. Arte da troca dee experiencias e da troca do afeto. A arte de quem anda afoito. A arte do olhar, do ouvir, do refletir. Arte do reflexo. a arte do querer, do entender, do ser. A arte de crescer. a arte da descoberta, da beleza interior, das linhas da vida. a arte da revelação e da reacaliação. A arte da análise, da catarse, da compreensão. a arte do sentimento. A arte do diálogo, do dia após dia, da terapia. Arteterapia." (TAITELBAUM, 2009. p.68).

Depoimentos meus, Sylvia, Kira e Margret, iluminada com minhas fotos de imagens de trabalhos arteterapeuticos....
Deleitem-se!
(a revista está linda!)

01 maio 2009

Exposição em Goiania:Costuras e Collagens. SIMBOLOS E DESCOBERTAS.



Em Goiania. 
Compartilhando 
processos criativos.
Transformação 
que vira arte, 
que vira alegria. 
Obrigada!
Dora e Andreia, 
a instalação 
ficou linda! 
A vibração 
ainda permanece.